Comer bem é trivial na cosmopolita Belo Horizonte. Os numerosos restaurantes oferecem opções variadas, que partem da tradicional cozinha mineira para chegar à mais sofisticada gastronomia, e os bares preparam com capricho linguiças, torresmos, mandioca e os famosos pastéis de angu.

A mesa típica mineira é saborosa, farta e bem cuidada, com pratos que têm cada qual sua história, do tempo dos escravos ou do ciclo do ouro e das pedras preciosas. É uma comida de aromas inesquecíveis, que brotam das panelas de ferro ou de barro sobre o fogão a lenha, e de um equilíbrio perfeito. Carnes, grãos, massas e verduras em combinações inspiradas que a inigualável cachaça mineira acompanha à perfeição. E os queijos! Canastra, Queijo do Serro, frescal, meia-cura, padrão, queijo de coalho… E os doces! Frutas que viram compota depois de passar horas cozinhando em tachos de cobre, leite que vira doce de leite e ambrosia de se comer rezando. Bom demais, sô!