Um passeio pelo Centro Histórico vai revelar vestígios do tempo em que a Cuiabá, como tantas outras cidades do Brasil, vivia a febre do ouro. A Rua Galdino Pimentel, antiga Rua de Baixo, a Rua Ricardo Franco, antiga Rua do Meio, ou a Rua Pedro Celestino, antiga Rua de Cima, permitem que se faça uma ideia do aspecto urbano original.

A Igreja do Rosário e São Benedito, um dos marcos da fundação da cidade, e a Igreja de Nosso Senhor dos Passos, de 1792, contrastam, em sua singeleza colonial, com o neogótico da Igreja de Nossa Senhora do Bom Despacho, construída no início do século XX

O Palácio de Instrução, de 1914, após cumprir por 57 anos seu papel de educandário, serviu a vários órgãos governamentais e, hoje, abriga a Biblioteca Pública Estadual, o Museu Histórico de Mato Grosso e o centro cultural SESC Arsenal.

E, fechando o circuito, o Museu do Rio Cuiabá, no prédio do extinto Mercado do Peixe, de 1899, o Museu de Arte Sacra de Mato Grosso, no antigo local do Seminário Nossa Senhora da Conceição, e o Museu do Morro da Caixa d’Água Velha, num pequeno aqueduto em estilo romano construído em 1882, que, além do Museu das Águas, abriga um centro de lazer e cultura.