Com rios por todos os lados, a cozinha cuiabana não poderia deixar de dar preferência aos peixes.

O pacu, que tem fama de não deixar partir de Mato Grosso quem come sua cabeça, é um dos mais apreciados. Recheado e assado em folha de bananeira é a forma mais autêntica de servir o pacu, mas ensopado ou frito ele é igualmente gostoso. A piraputanga, ou pera, um peixe comum no pantanal mato-grossense e de carne muito saborosa, fica uma delícia tanto assada na brasa quanto frita depois de passada numa mistura de fubá e farinha de trigo. O pintado – esse é bem conhecido – aceita diversos modos de preparo, mas a Mojica de Pintado, em que entra também mandioca em pedaços, é uma das receitas mais populares.

Além dos peixes, o tradicional Maria Isabel, comida de pantaneiros que mistura charque e arroz, a Farofa de Banana, o Arroz com Pequi, o Escaldado Cuiabano, sopinha boa pra curar ressaca, a Carne Seca com Banana… a lista é grande.

Para adoçar, Bolo de Pixé, a paçoca cuiabana feita de milho torrado açúcar e canela, Bolo da Arroz, indispensável no café da manhã, e Furrundu, doce de mamão verde e rapadura de cana.