Privilegiar pratos de pescados é mais do que natural numa cidade insular. Mas condições culturais e geográficas também contribuem para fazer de Florianópolis o destino ideal de apreciadores de peixes e frutos do mar.

Uma das heranças mais significativas dos imigrantes açorianos é a atividade pesqueira. Entre maio e julho, um verdadeiro ritual toma conta de algumas praias para a tradicional pesca da tainha: um observador do alto do costão busca cardumes e, quando alertados, os pescadores jogam as redes. Os restaurantes da cidade oferecem a tainha em diferentes receitas, com preferência para as de tainha escalada (salgada e seca ao sol) assada na brasa ou de tainha fresca frita em pedaços, ensopada ou recheada.

O mar calmo do lado da ilha voltado para o continente estimulou a cultura de ostras. Fresquíssimas, elas são servidas cruas ou em receitas mais elaboradas, principalmente nos restaurantes de Ribeirão da Ilha.

Outras especialidades? Claro! Florianópolis tem uma rede de restaurantes das mais variadas, que atende a todos os paladares.