Esquina da América feita de areia branca banhada pelo azul do mar, Natal é um presente digno dos Reis Magos. Água cristalina, ar puro, brisa constante, sol, temperatura ideal para a vida ao ar livre. Aventura nas dunas de Genipabu, descontração e divertimento em praias de todo tipo. Pode escolher: águas calmas, ondas fortes, muito burburinho ou cantinhos desertos e protegidos. Um paraíso feito sob medida para você!

PERFIL DA CIDADE

Dona de um litoral extraordinário, Natal é o destino certo dos amantes do sol.

Em suas origens estão índios potiguaras, corsários franceses e colonizadores portugueses e holandeses. O domínio holandês, que deu impulso à região Nordeste e novas perspectivas de crescimento à cidade, cessou em 1654, mas deixou uma herança genética e cultural importante.

Uma nova onda de desenvolvimento veio com a Segunda Guerra Mundial. Por sua localização estratégica, Natal passou a ser ponto de partida de tropas e de reabastecimento de aviões aliados. Com a construção da base aérea estadunidense, os norte-americanos chegaram e criaram raízes. A população aumentou, os costumes enriqueceram-se e Natal ganhou visibilidade.

Hoje, Natal é uma cidade moderna, segura, animada e acolhedora. Um lugar privilegiado, que mantém o clima de férias o ano inteiro e recebe o visitante a qualquer tempo e com extrema simpatia.

ARREDORES – GENIPABU, MARACAJU E CAJUEIRO

Entre dunas, mar transparente e um grande cajueiro, lugares lindos podem ser explorados a partir de Natal. O mais famoso é Genipabu, a 35 quilômetros da capital. O antigo vilarejo de pescadores é, hoje, destino de turistas em busca de belas paisagens e aventura. Suas enormes dunas proporcionam emocionantes passeios de bugue, com sobe e desce nas íngremes paredes de areia branca. O prêmio da aventura, ao final do percurso, está nas pitorescas lagoas de Pitangui e Jacumã, onde se pratica o esquibunda, com uma prancha de madeira que desliza pelos montes de areia até a água, e o aerobunda, com tirolesa.

Outro passeio espetacular leva às piscinas naturais de Maracaju, a 60 quilômetros da capital. É a oportunidade de mergulhar para observar os peixes coloridos que povoam os recifes de coral. O mergulho simples, que não exige experiência, é realizado apenas com máscara e snorkel.

A partir de Pirangi do Norte, a 25 quilômetros de Natal, chega-se de barco a piscinas naturais formadas a 800 metros da costa. Nas proximidades está o famoso “maior cajueiro do mundo”. A árvore de mais de 100 anos ocupa uma área de 8,5 mil metros quadrados e produz 70 mil frutos por ano. É caju que não acaba mais.

CONFIRA AS PASSAGENS AÉREAS PARA NATAL-RN EM PROMOÇÃO: